Experiência de Deus em Francisco de Assis - Futuros Padres | Site Oficial

Post Top Ad

sábado, 13 de janeiro de 2018

Experiência de Deus em Francisco de Assis



 O caminho de Francisco de Assis, até este momento está sendo marcado pelo toque que fascina, cativa e desperta uma grande afeição até antes desconhecida.
O encontro de Francisco com o Crucifixo de São Damião marca o fim de uma etapa e o começo de uma outra, completamente diferente. Inaugura uma nova experiência, marcante e decisiva para toda sua vida: Da primeira alocução do Crucifixo e como desde este momento até a morte trouxe a paixão de Cristo em seu Coração.


A experiência que marcou a vida de Francisco de Assis.

       
Poucos dias depois, passando perto de São Damião, o Senhor o inspirou que visitasse aquela igreja e orasse. Entrando pôs-se em fervorosa oração diante da imagem de um Crucifixo, o qual piedosa e benignamente lhe falou dizendo: “Francisco não vês que a minha casa está em ruínas? Vai pois e restaura-a para mim”. Trêmulo e atônito, disse: “Com muita boa vontade o farei, Senhor”.
Saindo de igreja, encontrou um sacerdote sentado em sua proximidade e, pondo a mão na bolsa, deu-lhe certa importância em dinheiro, dizendo: “Rogo-lhe Senhor, que compre azeite e faça continuamente arder uma lâmpada diante daquele Crucifixo”.
Desde aquela hora seu coração tornou-se tão vulnerado e comovido, pensando na paixão do Senhor, que sempre enquanto viveu, trouxe os estigmas do Senhor Jesus em seu coração, como depois claramente se patenteou pela renovação dos mesmos estigmas maravilhosamente realizada em seu corpo e manifestada com toda evidência. (L3Comp. Cap. 5, 13-14)

Francisco sentiu-se convocado, urgido a entrar na Igreja e rezar. Ai deu-se o encontro, a comunicação do amor, pois o Crucifixo lhe falou dizendo... Os autores querem afirmar que atrás desta comunicação está uma real presença do Crucificado. É ele, verdadeiramente quem está convocado e ordenando a Francisco: Vai e restaura a minha Igreja...
Francisco entende num primeiro momento, o sentido imediato, reconstruir a igreja de pedras, só depois compreende a igreja-humana.
A experiência de Deus para Francisco de Assis se dá na experiência do CRISTO POBRE CRUCIFICADO. É desse mistério que nasceu Francisco de Assis, o homem de Deus e sua fraternidade que encherão o mundo com o testemunho mais radical do amor gratuito de Deus e da fraternidade universal.
Este encontro é tão marcante e decisivo, que desde aquela hora, dizem os autores, Ele trouxe a paixão do Senhor no coração...
São Francisco é convicto que o nosso abrir-se para Deus se dá por pura liberdade de Deus: a iniciativa do dialogo parte do Espírito Santo, é um dom que o homem não deve reservar-se fazendo-se ladrão do tesouro de Deus.

A oração de S. Francisco é marcada pelo louvor e agradecimento. Portanto toda a sua vida expressa uma grande ternura de afeto e devoção a todas as coisas e criaturas. Faz a experiência da paternidade universal de Deus, que se torna fonte da fraternidade de todas as coisas.
1)      Fé em Deus pessoal e vivente.
2)      Intuição mística da presença divina, com a qual se pode falar.
3)      Confiança e um sentimento de amizade com Deus que se manifesta a nós.

         Através destes passos, observamos a experiência e os passos que Francisco de Assis deu para o encontro com o Pai. Agiu não somente com a razão, mas deixou-se agir pelo Amor que não é amado, entregou-se de corpo e alma à Deus e ao seu projeto. “Senhor, fazei de mim instrumento de tua paz". Assim como o santo de Assis, estejamos abertos a ação divina em nossas vidas, tendo sempre como pilares a fé em Deus, intuição mística da Sua presença e a amizade com Ele.


       À Deus, honra, glória e poder! Paz e bem!


Frei Jackson dos Santos Barbosa, OFMCap.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here